Pagamento de 13º salário a servidores ainda está indefinido ou atrasado em 5 estados

Servidores estaduais do Rio Grande do Norte fazem protesto por conta de atrasos nos salários em Natal, na terça-feira (27) — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Funcionários públicos de cinco estados ainda não sabem quando receberão o 13º salário, segundo levantamento do G1 com os governos. No Rio Grande do Sul e no Rio Grande do Norte, o benefício de 2017 ainda não terminou de ser pago, o que significa que o deste ano também vai atrasar.

No Rio de Janeiro, o governo já avisou que não vai pagar a 1ª parcela até esta sexta (30), mas se comprometeu a fazer o depósito de 2018 no próximo mês. Em Minas Gerais e em Pernambuco, ainda não há datas para o pagamento.

Nos últimos anos, a maioria dos estados tem enfrentado dificuldades para fechar as contas por causa da crise econômica. Com menos arrecadação e mais gastos com pessoal, atrasos em pagamentos de salários e benefícios tornaram-se comuns em parte deles.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgado nesta semana mostra que, apesar de recuperação das receitas neste ano, a situação fiscal continua ruim. Isso porque os gastos com as folhas de pagamento continuaram crescendo.

“O esforço de contenção dos gastos com servidores ativos não foi suficiente para compensar o rápido crescimento dos gastos com pessoal inativo”, disse Cláudio Hamilton dos Santos, pesquisador do Ipea e um dos autores do estudo.

Em 2017, quatorze estados estouraram o limite de gastos previsto em lei com a folha de pagamento de pessoal – o que significa que gastaram mais de 60% das receitas com isso.
Do G1 RN

Qual sua opinião?