Presos ligados a facções criminosas no AM são transferidos para presídio federal em Mossoró

Oito presos ligados a três facções criminosas rivais que atuam no Amazonas foram transferidos de Manaus para um presídio federal em Mossoró, no Rio Grande do Norte, nesta sexta-feira (13).

Entre os presos transferidos estão filho e primo do narcotraficante José Roberto Fernandes, conhecido como “Zé Roberto da Compensa”, que exercia a liderança da organização criminosa responsável pelo massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) ocorrido em 2017. Ele está preso no Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná.

Márcio Ramalho Diogo, o “Garrote” ou “Mano G”, também está entre o grupo transferido. Ele seria um dos responsáveis diretos pelos homicídios ocorridos durante a rebelião e seria responsável por difundir dentro do Compaj as ordens emanadas pela liderança da facção.

Preso em Pernambuco no dia 16 de junho deste ano, Clemilson dos Santos Farias, conhecido como “Tio Patinhas”, também foi levado para presídio federal. Ele é apontado como líder de um facção e coordenava crimes no Amazonas da cidade de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, onde morava.
O Câmara

Qual sua opinião?