A realidade paralela de Robinson

Além da entrevista ao Meio-Dia Mossoró acompanhei outras entrevistas do governador Robinson Faria (PSD) em Mossoró. Fico impressionando com a autoestima do governador mais impopular da história potiguar.

Na opinião dele o atual Governo fez uma revolução na saúde em Mossoró. A segurança nunca recebeu tantos investimentos e os números são ruins porque os bandidos possuem bons advogados e estão organizados. Quando perguntamos sobre investimentos na área de inteligência ele disse que vai tudo bem obrigado.

Para ele a greve da educação é política (aliás toda greve é política, os próprios grevistas dizem isso) e a gestão dele está fazendo grandes investimentos.

O governador vive em uma realidade paralela onde o Rio Grande do Norte está em pleno desenvolvimento e que a gestão dele finalmente está fazendo surgir um novo momento na economia do Estado, presa a um modelo criado na década de 1970.

A impopularidade na cabeça de Robinson é fruto de armações dos institutos de pesquisa que trabalham para adversários. Ele disse sentir apoio popular por onde passa e que só em junho vai decidir se vai ou não para a reeleição.

O governador também acredita que pode ter o apoio da prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP). Ele jura que venceu a crise. O que mais impressiona no discurso de Robinson é que ele passa a impressão de acreditar no que fala.

Do Blog do Barreto

Qual sua opinião?