Temer assina decreto que congela 61 mil cargos federais

O presidente Michel Temer assinou, no inicio da tarde desta terça-feira (9/1) um decreto que congela cerca de 61 mil cargos federais na administração direta autárquica e fundacional.

A maioria dos cargos já estavam vagos, e outros, a partir do decreto, não poderão ser preenchidos por concursos públicos. Muitos deles são de nível mais inicial com remunerações mais baixas.

O decreto é assinado no mesmo dia em que o governo luta para tentar emplacar o nome de Cristiane Brasil como nova ministra do trabalho. A deputada é filha do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, e foi escolhida semana passada para substituir o deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS) que, em dezembro do ano passado, pediu demissão.
Correio Braziliense

Qual sua opinião?