Prefeito de cidade do Vale do Aço é morto a tiros por vereador por causa de cerca em lote

(foto: Allex Eller/ Alterosa e Reprodução)

O prefeito de Naque-MG, localizada na região do Vale do Aço, Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), de 55 anos, foi morto a tiros neste sábado. Segundo a Polícia Militar, o principal suspeito pelo assassinato do prefeito, conhecido como Hélio da Fazendinha, é o vereador da cidade Marcos Alves de Lima, chamado de Marquinho do Depósito (PSDC).

Ainda de acordo com a PM, os dois discutiam por causa de uma cerca de um terreno quando o vereador sacou uma arma e atirou seis vezes no prefeito. Marcos Alves de Lima tem um lote que fica ao lado de outra área que pertence ao município e queria cercar o local.

Durante a discussão, o prefeito teria acertado o vereador com um chicote. Marquinho do Depósito revidou, sacou o revólver e disparou seis tiros contra Hélio da Fazendinha.

A assessoria de imprensa do 14º Batalhão da Polícia Militar de Ipatinga informou que Marcos Alves de Lima foi preso quando estava em uma estrada vicinal em direção a Governador Valadares. Ainda de acordo com a corporação, a arma do crime foi apreendida.

Em entrevista na chegada à delegacia, Marquinho do Depósito disse que apanhou do prefeito após tentar conversar sobre a colocação de uma máquina no terreno. O vereador alegou ainda que atirou para se defender. “Hoje não é dia de máquina trabalhar lá. E simplesmente ele colocou uma máquina. Fui conversar e ele estava em cima de um animal. Ele conseguiu me dominar, pegou a ‘taca’ e começou a me dar a ‘tacada’, me arrebentou todo. Como eu estava armado, infelizmente fiquei com medo do chicote passar para uma arma e me defendi”, alegou Marquinho, que também afirmou ser adversário político de Hélio.

Em nota, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), lamentou o ocorrido dizendo que “se solidariza com familiares, amigos e com os moradores de Naque e determinou às forças de segurança empenho na rápida elucidação do crime”.

Itatiaia

Qual sua opinião?