Situação da água nas torneiras de Gostoso causa revolta nas redes sociais

Publicação nas redes sociais não é nova, mas gera revoltas.

Publicação nas redes sociais não é nova, mas gera revoltas.

A problemática da água em São Miguel do Gostoso não é uma novidade, as reclamações de falta de água e da má qualidade que chega das torneiras é frequente, mas desta vez uma moradora resolveu registrar o caso e publicar nas redes sociais em forma de vídeo.

A internauta Noelly Gomes publicou uma mensagem no último dia 02 de setembro cobrando das autoridades públicas soluções para o caso:

 “Essa é a situação da água em São Miguel do Gostoso da Rua dos Pescadores. Isso quando tem água e quando sai ainda é assim. Mais de três meses que não temos água na rua. Isso é porque nem todo mundo têm condições de comprar água mineral para beber. Será que o povo da prefeitura pensa nisso? Vamos tomar uma atitude senhora prefeita! A população está passando por um estado de calamidade. Não estamos nem na novela dos dez mandamentos para estar no Rio Nilo com água vermelha”

O problema varia de local para local, mas nas últimas semanas vem sendo constante na Rua dos Pescadores e na Rua Lírios do Mar, a composição do líquido que desce da tubulação é de água junto com ferrugem e barro, logo não há condições nem para se usar em higiene pessoal. Antes em algumas ruas como na Rua das Ostras simplesmente não havia abastecimento, com o lençol freático baixo as bombas queimavam. Depois de algum tempo a situação foi normalizada por lá, mas não há previsão de solução no caso da rua declarada no vídeo.

Para o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) do município, Clério Pinheiro, o problema é frequente em Gostoso e as causas nesse caso podem ser entupimento de cano ou uma bomba que esteja apresentando defeito. A solução mais viável seria as pessoas que se sentirem prejudicadas procurarem o SAAE e assim um responsável irá até o local verificar. Sobre a questão da coloração da água é necessário esperar para ver ser ela melhora, caso não, pode-se inclusive realizar a perfuração de um novo poço como solução para o problema. (Ricardo André)