Opinião: “Volta às Aulas”

Ney Lopes

Controvertido o tema da volta às aulas para atividades regulares. Desde que adotadas as cautelas e rígida fiscalização, não há como negar que se impõe esse retorno.

As escolas deverão dispor de equipamentos de proteção pessoal como máscaras e kit, além de higienização das mãos e cuidado maior para equipar banheiros, com papel e sabão. As salas também estarão com as janelas abertas e com a capacidade de alunos reduzida, sendo possível manter o distanciamento social.

Com isso haverá segurança possível para as crianças, funcionários e famílias.

Uma medida indispensável é priorizar a vacinação para professores e servidores das escolas.

Ademais, manter as escolas fechadas não protege a maioria dos alunos da pandemia e ainda os expõe a uma série de outros riscos como desnutrição, violência e déficit de aprendizado. As crianças mais vulneráveis em casa não têm estrutura para aprender, os pais não conseguem ajudar, não tem com quem deixar, como alimentar, a escola tem que estar presente.

O papel do poder público é ser ponto de equilíbrio neste momento difícil, em que um dos males mais graves serão as escolas e universidades fechadas. Com bom senso e medidas sanitárias será possível a volta às aulas, sob controle. Há risco, sem dúvida.

Porém, risco maior é prolongar o fechamento das escolas.