Senadora Zenaide defende maior participação feminina na política

A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) está em Brasília, na retomada gradual dos trabalhos presenciais do Senado Federal e, nesta terça (22), se manifestou sobre o número reduzido de mulheres entre os indicados pelo governo federal para assumir embaixadas e cargos de direção em organismos nacionais e internacionais. “As mulheres ainda são minoria nos espaços de poder e uma prova disto é que, das 36 autoridades submetidas ao crivo do Senado, apenas 3 eram mulheres”, observou a senadora, em mensagem divulgada via redes sociais.

Na pauta de votações do Senado, nesta semana, constam 32 indicações para o cargo de embaixador, sendo apenas duas mulheres; três nomes para o Superior Tribunal Militar, todos homens; e uma indicada para a Corregedoria-geral do Conselho Nacional de Justiça, a jurista Maria Theresa de Assis Moura, aprovada por unanimidade pelos senadores.

Zenaide Maia defendeu uma maior representação das mulheres nas esferas de poder e indicou as eleições de outubro como uma oportunidade: “Mulheres, candidatem-se! Ocupem os espaços de poder! Somos a maioria da população brasileira e estamos subrepresentadas”, assinalou a senadora. Apesar de constituírem mais da metade da população (51,8%, segundo o IBGE), isso não se reflete na representação feminina em cargos de direção, chefia ou destaque. Problema que se repete no parlamento: no Senado, por exemplo, as mulheres ocupam apenas 11 das 81 cadeiras.