Aécio Neves destitui Tasso Jereissati da presidência do PSDB

Senador mineiro indicou o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman para comandar o partido até a convenção nacional, no dia 9 de dezembro

Os senadores Tasso Jereissati e Aécio Neves do PSDB (Geraldo Magela/Agência Senado)

O senador Aécio Neves (MG) destituiu, nesta quinta-feira, o senador Tasso Jereissati (CE) da presidência interina do PSDB. Afastado do comando da sigla desde maio, quando foi atingido pela delação premiada do empresário Joesley Batista, Aécio alega que, com a decisão, garante a “isonomia” do processo que escolherá o novo comandante do partido. Tasso lançou oficialmente sua candidatura nesta quarta-feira e terá como adversário na disputa o governador de Goiás, Marconi Perillo, apoiado por Aécio Neves.

O senador mineiro, que conversou com o cearense sobre a destituição na manhã de hoje, no entanto, não voltará à presidência do partido. Aécio indicou o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, vice-presidente mais velho da legenda, para comandá-la interinamente até o dia 9 de dezembro, quando a convenção nacional do PSDB escolherá o novo presidente.

“Conforme conversa que tivemos hoje, em razão de sua candidatura à presidência do PSDB, formalizada ontem, e com o objetivo de garantir a desejável isonomia entre os postulantes, estou reassumindo a presidência do partido e, ato contínuo, indicando nosso mais antigo vice-presidente, o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, para conduzir com imparcializada a eleição que se dará na convenção nacional marcada para o próximo dia 9 de dezembro”, afirmou Aécio Neves em carta a Tasso Jereissati

Da Veja online

Qual sua opinião?