Preso em Alagoas homem condenado por matar mulher e enterrar o corpo em Touros

DEIC-TOROS-RNApós um mês de intensas investigações, a equipe do delegado Vinícius Ferrari, da Seção Antissequestro da Divisão Especial de Investigação e Capturas da Polícia Civil, capturou nesse domingo, 4, Crévio Gentil Bezerra Sobrinho, de 45 anos, no bairro do Clima Bom. Crévio é foragido da Justiça do Rio Grande do Norte após ser condenado por matar e ocultar o cadáver da mulher.

O crime ocorreu em 2002, e, segundo as investigações, o acusado matou a tiros a esposa na cidade de Natal (RN), e levou o corpo na mala de um carro, envolto em lençóis, até a cidade de Touros, no mesmo estado, onde enterrou o cadáver. As investigações se iniciaram a partir da denúncia de um tabelião de São Paulo, Ronaldo Ruy Rodrigues Reis, que se sentia incomodado por uma série de denúncias de que estaria aplicando golpes no Nordeste.

Em Maceió, Crévio atuava como segurança em uma loja comercial de Maceió, onde usava o nome de sargento PM Reis, além de comercializar sistemas de monitoramento eletrônico. O acusado usava ainda os nomes de Rodrigo Reis e Rodrigues -, além o do nome do tabelião Ronaldo, para aplicar os golpes.   Crévio Bezerra residia no bairro Santa Lúcia e constituiu família em Alagoas, tendo dois filhos de 6 e 12 anos.

Desde que matou a primeira mulher, Crévio passou pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e também Minas Gerais. Em todos esses estados, o acusado teria cometido ao menos o crime de falsidade ideológica, uma vez que utilizava identidades falsas, entre elas de um tabelião de São Paulo, que já havia acionado a polícia após descobrir que seu nome estava sendo utilizado em cometimento de crimes.