CoronaVac reduziu mortalidade em 97% no Uruguai, aponta estudo

vacina chinesa contra a covid-19 CoronaVac reduz em 97% a mortalidade por essa doença, contra 80% da americana Pfizer, de acordo com os resultados preliminares de um estudo publicado nesta quinta-feira (27) e realizado com a população uruguaia.

“A redução da mortalidade de covid-19, decorridos mais de 14 dias desde a última dose da vacina, é de 97% para Coronavac e 80% para Pfizer”, aponta o ‘Estudo de eficácia da vacinação contra SARS-CoV-2 no Uruguai em 2021’, realizado pelo Ministério da Saúde Pública (MSP).

O relatório indica que, do número total de 712.716 pessoas totalmente imunizadas com Coronavac em 25 de maio, 5.360 testaram positivo para coronavírus. Dessas pessoas, 19 precisaram de internação em UTI e 6 faleceram.

Da mesma forma, do total de pessoas completamente imunizadas com a vacina da Pfizer na mesma data (149.329), 691 foram infectadas com covid, apenas uma necessitou de hospitalização no CTI e 8 morreram. O relatório esclarece que, neste caso, todos tinham mais de 80 anos.

Em percentuais, a redução de casos com a vacina do laboratório chinês Sinovac é de 57% e com a Pfizer é de 75%.

Enquanto isso, o relatório observou uma eficácia de 95% para a CoronaVac e 99% para a Pfizer em hospitalizações em unidades de terapia intensiva.

Fonte: Exame.com