Prefeitos, secretários municipais de saúde e governo discutem solução para o serviço obstetrícia do Mato Grande

Com a suspensão do serviço de obstetrícia para os municípios do Mato Grande por parte da Secretaria de Saúde de  Ceará-Mirim, cujo serviço era feito no Hospital Municipal através de pactuação, os prefeitos e secretários municipais de saúde tiveram uma reunião nesta segunda-feira(8) com representantes da III Regional de Saúde e governo do Estado para tratar do problema.

“Mais uma vez, o governo do estado trata a população desta região como se não fosse do estado, querendo que os municípios assumam sozinhos o aumento das despesas da pactuação, estamos disposto a dividir a despesa como foi posta em acordo judicial 60% municípios, estado assuma os 40% que são de sua responsabilidade”, disse o prefeito de João Câmara Manoel Bernardo.