Desabafo dos Desportistas de João Câmara com o fechamento das Academias por 15 dias, “A injustiça com o nosso setor aumenta demasiadamente”

Espaços esportivos da cidade, vem cumprindo com as normas estabelecidas pelas autoridades da cidade de João Câmara. 

Nós, desses espaços, Sempre estivemos à frente na organização para melhor atender a clientela baixaverdense e sempre mantivemos uma postura de respeito e neutralidade política. Hoje, 24/02, após 1 semana fechada, fizemos novos investimentos para a reorganização dos nossos espaços e assim submeter-nos a vistoria da vigilância sanitária. E como esperado, muitos foram os elogios ao nosso rigor em cumprimento aos protocolos. Portanto, estávamos certos de que já abriríamos!!!Todavia, somos surpreendidos com esse prazo elástico e descabido de 15 dias

Assim, começamos a questionar: é represália política? Se sim, por que razão, se somos parceiros da nossa cidade? Se não, por que a proibição sem nexo?

Não entendemos a variação de critérios para a abertura de cada setor. Bares, restaurantes, supermercados, lojas em geral (material de construção, vestuário, brinquedos, armarinhos, eletrônicos, etc.) todos abertos sem serem, necessariamente, atividades essenciais. E abertos sem o rigor das fiscalizações e controle de pessoas.

As aglomerações que ocorrem em filas de bancos, lotéricas, supermercados, feira livre e, pasmem, até em enterros de pessoas mortas por covid-19, aonde muitas pessoas não usavam máscaras, ocorrem com frequência em nossa cidade.

Em Natal, as academias já fazem parte das atividades essenciais, visto que as inúmeras pesquisas científicas só defendem que esse setor só traz benefícios à saúde, além de aumentar a imunidade junto ao covid-19.

Nossa vizinha cidade, Bento Fernandes, não fechará esses setores (academias e arenas esportivas), pois proporcionam saúde e bem estar à população.

Mas, nós temos que engolir goela abaixo, decisões muitas vezes arbitrárias, injustas e, porque não dizer, errôneas.

Investimos pesado para um retorno que, com certeza, trará segurança para todos os alunos. Criamos expectativas junto aos gestores, mas a injustiça com o nosso setor aumenta e muito, e essa mesma injustiça, em si tratando de João Câmara, é demasiadamente desenfreada.

Investir em João Câmara tem sido uma tarefa desanimadora… e a Repensaremos!

E estamos aqui em nome das centenas de famílias que atendemos e por isso as representamos!

Nós, Educadores Físicos, pequenos e micros empresários, perdemos!

As famílias parceiras perdem!

E a gestão política da cidade também perde alguns aliados.

Fonte : Emerson Bruno antas/ Via blog do Jasão