Servidores do João Machado pedem socorro: superlotação e má condições de trabalho

O Sindsaúde/RN recebeu, na manhã desta terça-feira (26), denúncias de trabalhadores do Hospital Colônia Dr. João Machado relatando péssimas condições de trabalho e superlotação na unidade. Segundo os servidores, a situação se agravou no último final de semana quando o hospital alcançou a quantidade máxima de pacientes.  

Uma ala de observação masculina que normalmente tem vinte leitos, por falta de manutenção hoje conta apenas com treze leitos para em média trinta e dois pacientes, o resultado não poderia ser outro, pacientes encontram-se amontoados no chão e nas mesas sem as mínimas condições humanas para dar continuidade ao seu tratamento. 

Além disso, faltam profissionais – apenas 2 técnicos para cuidar desses pacientes- e medicamentos, do injetável mais básico ao remédio mais complexo, faltam insumos imprescindíveis ao atendimento dos pacientes na unidade. 

“Estamos pedindo socorro! Como podemos prestar uma assistência humanizada nessa situação?” lamenta uma servidora.  Vale ressaltar que o Hospital Dr. João Machado, que está localizado no bairro do Tirol em Natal, é o maior hospital psiquiátrico do estado do Rio Grande do Norte e recebe urgências psiquiátricas de todo o estado. Sendo assim, é vergonhoso e inaceitável que uma unidade de atendimento tão importante encontre-se nesta situação. 

O Sindsaúde/RN repudia o descaso do governo do Estado e a negligência da direção da unidade que, segundo relatos, não dá a devida atenção que a ala de psiquiatria exige. Os Trabalhadores e pacientes do João Machado merecem respeito e condições humanas para permanecer no local.

Fonte: Sindsaúde RN