Sandro Pimentel destaca revogação de decreto presidencial sobre o SUS

O deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) manifestou-se favoravelmente ao anúncio da revogação do Decreto 10.531, do presidente Jair Bolsonaro, que inclui as Unidades Básicas de Saúde (UBS) no programa de concessões e privatizações do governo, o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

 “Quero registrar aqui a minha alegria ao saber que o presidente desistiu do decreto de privatização do SUS. Com a mesma tristeza que tive ao saber do decreto, tive alegria de saber que ele voltou atrás. Mas ele não fez isso porque é bonzinho. Foi depois das reclamações da população que está morrendo”, afirmou o parlamentar.

Sandro destacou que “mais de 70% da população do Brasil depende única e exclusivamente do SUS. Um dos complexos de saúde mais avançados do mundo e não foi construído por esse governo”. O texto do decreto prevê a realização de estudos para a transferência, à iniciativa privada, da construção, modernização e a operação das UBS de todo o Brasil.

O deputado comentou ainda as especulações em torno do processo que pede a cassação de seu mandato. “Nunca desisti na minha vida de nada. No meu sobrenome não consta a palavra covardia. O que eu sempre fiz na minha vida, continuarei fazendo com ou sem mandato. Engana-se quem acha que vai me parar, ao contrário, vão me ver com mais energia e experiência. Meu processo ainda cabe recurso e eu vou até o fim”, finalizou.