RN começa fevereiro com ocupação de 58,5% dos leitos críticos para covid-19

O Rio Grande do Norte tem, por volta das 9 horas desta segunda-feira (1º), 58,5% dos leitos críticos para tratamento da covid-19 ocupados. A maior ocupação é registrada na Região Metropolitana de Natal, com 60,3%, única acima da média estadual.

Abaixo da média, estão as regiões Seridó, com ocupação de 57,1%, e a Oeste, que tem 56,3% dos leitos ocupados e apresenta o melhor cenário no início do segundo mês de 2021.

Dos 253 leitos clínicos instalados, o RN tem 102 ainda disponíveis para a população. Outros 144 já estão ocupados e apenas sete estão bloqueados. Já em relação aos leitos clínicos, o estado tem 309. Desses, 159 estão disponíveis. Outros 141 estão ocupados e nove estão bloqueados.

O RN tem sete pacientes aguardando tratamento médico contra a covid-19 em leitos críticos. Para leitos clínicos, esse número é de quatro. Na espera por avaliação, o estado tem três para leitos críticos e 13 para espaços clínicos. Além disso, 13 pacientes – seis para UTI e sete para vagas clínicas – esperam por transporte.

Em relação aos hospitais, apenas o Hospital Rio Grande, em Natal, tem 100% da ocupação. O Hospital de Campanha de Natal, que recebeu mais quatro amazonenses nesse fim de semana, tem 80% de ocupação. O número é o mesma da Maternidade Divino Amor, em Parnamirim.

De acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap-RN), nesse domingo (31), o Rio Grande do Norte soma mais de 140 mil casos e 3.285 mortes por covid-19. O número deve atualizado ainda nesta segunda-feira (1º).

Portal da Tropical