Reservas hídricas superam os 44% da sua capacidade

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (26), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 1.941.755.222 m³, percentualmente, 44,36% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No relatório do dia 19 de abril, a soma dos volumes dos reservatórios monitorados pelo Igarn, totalizava 1.895.370.192 m³, correspondentes a 43,3% da sua capacidade total.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

A maior barragem do RN, Armando Ribeiro Gonçalves, acumula 1.294.250.907 m³, correspondentes a 54,54% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Em relação ao relatório anterior, o reservatório também recebeu aporte hídrico, no dia 19 de abril, o manancial acumulava 1.258.136.519 m³, correspondentes a 53,02% do seu volume total. 

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, também recebeu mais águas e acumula 168.662.820 m³, equivalentes a 28,12% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No relatório anterior, o reservatório estava com 167.271.860 m³, percentualmente, 27,89% do seu volume total.  

Terceiro maior reservatório do RN, a barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 198.628.627 m³, correspondentes a 67,83% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No relatório do dia 19 de abril, o manancial estava com 198.840.187 m³, equivalentes a 67,91% do seu volume total. 

O açude Flechas, localizado em José da Penha, continua aumentando de volume e já acumula 5.305.150 m³, percentualmente, 59,28% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. No relatório do dia 19 de abril, o reservatório estava com 3.552.738 m³, equivalentes a 39,70%  do seu volume total. 

Já o açude Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, acumula 7.790.232 m³, correspondentes a 81,11% da sua capacidade total, que é de 9.604.200 m³. Em comparativo com o dia 19 de abril, ele também recebeu aporte hídrico, acumulava 7.426.224 m³, que representavam 77,32% do seu volume total. 

O açude Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, acumula 6.091.316 m³, equivalentes a 73,62% da sua capacidade total, que é de 8.273.877 m³. Já no relatório anterior, o manancial estava com 5.734.112 m³, que representavam 69,30% do seu volume total. 

O reservatório Santana, localizado em Rafael Fernandes, acumula 5.623.333 m³, correspondentes a 80,33% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. No relatório divulgado anteriormente, o manancial acumulava 5.390.000 m³, equivalentes a 77% do seu volume total. 

A barragem Sabugi, localizada em São João do Sabugi, acumula 20.546.826 m³, percentualmente, 33,23% da sua capacidade total, que é de 61.828.970 m³. No dia 19 de abril, o reservatório estava com 19.072.676 m³, equivalentes a 30,85% do seu volume total. 

O açude Pataxó, localizado em Ipanguaçu, acumula 6.949.621 m³, correspondentes a 46,28% da sua capacidade total, que é de 15.017.379 m³. No relatório anterior, o reservatório estava com 6.685.145 m³, equivalentes a 44,52% do seu volume total. 

Outros reservatórios receberam águas em menor valor percentual, casos da: barragem de Pau dos Ferros, que passou de 21,09% para 21,66%; barragem de Lucrécia, que passou de 18,20% para 19,83%; Carnaúba, localizado em São João do Sabugi, que passou de 42,77% para 43,73%; o açude de Marcelino Vieira, que passou de 72,73% para 73,82%; Bonito II, localizado em São Miguel, que passou de 15,99% para 16,3%; Brejo, localizado em Olho-d’Água do Borges, que passou de 19,04% para 19,56%; Rodeador, localizado em Umarizal, que passou de 56,74% para 57,07%; o açude de Cruzeta, que passou de 10,09% para 10,95%da sua capacidade total.