Projeto Classe Hospitalar leva aulas online para crianças no Hospital Maria Alice

Atividades no Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes

A pandemia da Covid-19 fechou as escolas e deixou as salas de aula vazias no mundo todo. No Rio Grande do Norte as instituições públicas de ensino ainda estão sem previsão de retorno às atividades presenciais. Em meio a esse cenário, um projeto que leva a educação para dentro do ambiente hospitalar retomou suas atividades no Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, no mês de setembro, trazendo a alegria da retomada da rotina mesmo num ambiente por vezes pesado como é o de um leito de hospital.

O serviço de Classe Hospitalar garante a continuidade da escolarização para estudantes em tratamento de saúde, em instituições conveniadas (hospitais e casas de apoio), através de Termos de Cooperação Técnica assinados junto às Secretarias de Educação, que cedem professores para as classes hospitalares, possibilitando ao estudante a igualdade de condições e o exercício do direito à Educação, mantendo o vínculo com sua escola e assegurando o seu desenvolvimento educacional.

A ação faz parte das Políticas Educacionais de Inclusão da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer do Rio Grande do Norte (SEEC/RN), desde 2010. Segundo os dados estatísticos do Núcleo de Atendimento Educacional Hospitalar e Domiciliar (NAEHD) há, em média, o atendimento de aproximadamente 450 crianças por mês, beneficiando todas as crianças internadas que estejam em idade escolar (03 a 14 anos) no Rio Grande do Norte. 

Atualmente existem Termos de Cooperação Técnica com as seguintes instituições: Hospital Infantil Varela Santiago, Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, Hospital do Seridó, Hospital Giselda Trigueiro, Hospital Universitário Onofre Lopes, Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva, Grupo de Apoio à Criança com Câncer do RN, Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região e a Associação Amigos do Coração das Crianças – AMICO.