Natal tem gasolina mais cara entre capitais do Nordeste, aponta levantamento da ANP

Com um preço médio de R$ 5,17, Natal tem o litro de gasolina mais caro entre as capitais da região Nordeste, de acordo com dados do levantamento semanal feito pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Para se ter uma ideia, a segunda colocada na lista é Teresina, com o preço médio de R$ 4,86 por litro – uma diferença de R$ 0,31.

Os valores levantados pela ANP entre os dias 24 e 30 de janeiro e divulgados nessa segunda-feira (1º) no site da agência também apontavam a capital potiguar como a única do Nordeste a vender gasolina acima de R$ 5 por litro.

Após uma semana do último aumento, o Procon deu prazo de cinco dias para que os 60 postos da cidade apresentem documentos que demonstrem o preço praticado antes do reajuste, o percentual de aumento aplicado, a metodologia e o critério aplicado na formulação do preço e quais tributos incidentes no valor final cobrado ao consumidor.

“A lei em nenhum momento diz qual é o preço que deve ser cobrado, mas o código de defesa do consumidor diz que é crime o preço abusivo”, afirma o diretor ajunto do Procon Natal, Ney Lopes Júnior.

De acordo com o diretor, caso seja constatada prática abusiva de aumento sem justa causa, os estabelecimentos poderão sofrer sanções administrativas que vão desde a multa, cujo valor é calculado conforme os faturamentos dos três meses anteriores, além da suspensão das atividades.

Preço médio da gasolina nas capitais do Nordeste

  • Natal – R$ 5,17
  • Teresina – R$ 4,86
  • Maceió – R$ 4,84
  • Aracajú – R$ 4,77
  • João Pessoa – R$ 4,74
  • Recife – R$ 4,74
  • Fortaleza – R$ 4,72
  • Salvador – R$ 4,66
  • São Luís – R$ 4,66