Na FEMURN, Rogério Marinho anuncia R$ 16,7 milhões para abastecimento de cidades potiguares

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) recebeu nesta segunda-feira (17) o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, para a assinatura de uma obra que irá impactar sobremaneira a qualidade de vida de vários munícipes do interior do RN. O Governo Federal vai destinar R$ 16,7 milhões para a instalação de cisternas e perfuração de poços em 47 municípios do estado.

As ordens de serviço para o início das obras foram assinadas hoje pelo Ministro do Governo do presidente Jair Bolsonaro, em Natal (RN). As obras de perfuração e instalação dos poços serão conduzidas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Para o presidente da FEMURN e prefeito de São Tomé, Babá Pereira, a ação é de extrema importância para as cidades do interior do Rio Grande do Norte. “Só quem já convive com a seca é quem sabe o valor da água para o sertanejo. As obras anunciadas aqui certamente trarão muito mais dignidade e cidadania para muitos munícipes do Rio Grande do Norte. Agradeço e parabenizo o ministro Rogério Marinho pelo empenho e trabalho pelo povo potiguar”, disse Babá Pereira, que não pode participar do evento presencialmente porque testou positivo para Covid-19 e está em isolamento.

Segundo explicou o ministro, a ideia do Governo Federal é diminuir a dependência de carros-pipa de várias cidades do Nordeste brasileiro, incluindo as cidades potiguares. “Nós licitamos em vários estados do Nordeste o que nós estamos fazendo hoje aqui e o critério foi: município que tem comunidade rural atendida por carro-pipa. Ninguém perguntou se o partido político é A ou B, perguntou se a população está precisando da atenção dos governos”, disse o ministro em seu discurso da sede da FEMURN.

Ao todo, serão construídas 462 cisternas em comunidades rurais de sete cidades potiguares, com investimento de R$ 3,5 milhões. Serão 136 na área conhecida como Carneiro 3, no município de Luís Gomes; outras 76 no Sítio Flores, em Jaçanã; 69 nas comunidades Carnaubinha 1, Major Felipe 2 e Baixa do Fogo 2, em José da Penha; 64 nas localidades Catolé, Açude do Alívio e Cacaruaba, em Santa Cruz; 62 na região de Serra do Raimundo, em São Tomé; 30 na comunidade Chupador, em Monte das Gameleiras; e 25 vão beneficiar nos povoados Santo Antônio e Santa Quitéria, em Coronel Ezequiel.

O Ministério ainda prevê que sejam investidos R$ 13,2 milhões para a perfuração de 275 poços artesianos em 47 municípios do Rio Grande do Norte. Se a prospecção para a captação de água for bem-sucedida, serão executados os serviços de montagem e instalação das tubulações. Rogério Marinho disse esperar que as obras se iniciem em até 15 dias.

A ação beneficiará as cidades de Água Nova, Alexandria, Almino Afonso, Antônio Martins, Apodi, Areia Branca, Barcelona, Campo Redondo, Caraúbas, Cerro Corá, Coronel Ezequiel, Currais Novos, Felipe Guerra, Florânia, Governador Dix-Sept Rosado, Jaçanã, Japi, João Câmara, João Dias, José da Penha, Lagoa D’Anta, Lajes, Lajes Pintadas, Lucrécia, Luís Gomes, Monte das Gameleiras, Mossoró, Nova Cruz, Paraná, Pau dos Ferros, Pedra Preta, Rafael Fernandes, Riachuelo, Rodolfo Fernandes, Santa Cruz, São Francisco do Oeste, São Miguel, São Paulo do Potengi, São Tomé, Senador Elói de Souza, Serra de São Bento, Severiano Melo, Serrinha dos Pintos, Sítio Novo, Tenente Ananias, Upanema e Venha-Ver.