Material elaborado pelo CBMRN garante segurança e eficácia no manejo de abelhas

Foto: reprodução

Devido à alta demanda de ocorrências envolvendo enxames de insetos em todo o estado, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN), através da Diretoria de Engenharia e Operações (DEO), elaborou mais um POP – DEO-SLV-001 (Procedimento Operacional Padrão), que mostra todas as instruções detalhadas e necessárias para o “manejo operacional de abelhas e vespas”.  

O documento ainda estabelece um modelo padronizado de atuação dos bombeiros militares no campo operacional, garantindo a rapidez no atendimento e a segurança de todos. “O POP foi desenvolvido por bombeiros especialistas que realizam todos os dias esse tipo de ocorrência. De grande valor para a instituição, o material explica tecnicamente de como um militar deve se comportar em qualquer situação. Então, é importante que todos os bombeiros saibam sobre esses procedimentos, que vão desde os equipamentos usados até o manejo operacional de abelhas”, disse o Diretor de Engenharia e Operações do CBMRN, tenente-coronel QOCBM Santos Lima.  

No local da ocorrência, as primeiras coisas a serem feitas são o isolamento e a evacuação dos imóveis próximos ou afetados pelas abelhas. A guarnição deverá capturar o enxame utilizando todos os equipamentos de proteção individual (EPI), bem como os equipamentos necessários para a captura e transporte. Após a captura, as abelhas são levadas e soltas em uma área de preservação ambiental.  

DADOS 

Nos primeiros sete meses de 2020, das 3.205 ocorrências operacionais atendidas na Região Metropolitana de Natal, 1.051 correspondia a algum tipo de perigo desta natureza. No mesmo período do ano passado, foram atendidas apenas 753 ocorrências. Com isso, pensando na segurança da sociedade, a Corporação recomenda os seguintes cuidados em caso de formação de colmeias: 

• Use roupas claras, pois as escuras atraem abelhas; 

• Não grite, pois as abelhas são atraídas por ruídos; 

• É importante ter bastante atenção ao passar por locais de mata; 

• Evite movimentos bruscos e excessivos quando próximo a colmeias; 

• Evite operar qualquer máquina barulhenta próximo a colmeias; 

• Afaste os animais domésticos do enxame, qualquer barulho que eles façam, poderá irritá-las e desencadear um ataque; 

• Ao se deparar com um enxame de abelhas em deslocamento, abaixe-se e se perceber que será atacado, corra, preferencialmente em ziguezague; 

• Ensine as crianças a se precaver e não matar as abelhas; 

• Caso seja alérgico a picadas, pergunte ao seu médico o que fazer; 

• Caso alguém seja picado, é importante que faça a remoção imediata dos ferrões, pois eles continuam liberando o veneno; 

• Em casos de formação de colmeias em residências, o proprietário deve acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros Militar através do 193.