Mais de 80% da população do RN continua em zonas de alerta para Covid-19, aponta relatório

Situação da pandemia no Rio Grande do Norte: maior parte dos municípios está em nível de alerta amarelo — Foto: Sesap/Divulgação

A situação da pandemia do coronavírus no Rio Grande do Norte permanece em alerta para 81,9% da população potiguar. A constatação foi feita a partir da avaliação periódica feita pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parceria com a Universidade Federal do RN (UFRN), com o relatório do indicador composto da pandemia.

De acordo com o relatório, 39 municípios tiveram piora do quatro da pandemia entre os dias 12 e 20 de abril. Outros 99 municípios permaneceram com estabilidade de dados no período – ou seja – não tiveram melhora. 29 tiveram melhora da situação. Nenhuma cidade do RN está com índice 5 – em alerta vermelho.

Segundo o documento finalizado na terça-feira (20), a situação mais crítica é na Região Metropolitana de Natal. O indicador dá notas de 1 a 5, a partir da análise de nove variáveis (óbitos, internações, testes, casos ativos, entre outros), sendo 1 a melhor situação, com sinal verde, e 5 a pior, com sinal vermelho. Assim, maior parte da população da Grande Natal está em sinal amarelo, entre 3 (97,9%) e 4 (2,1%).

No Oeste potiguar, também está com sinal amarelo grande parte da população as regiões do Vale do Açu (92,7%) e de Mossoró (91,7%).

Na outra ponta, com o sinal chegando em quase metade dos moradores da área, estão o Potengi-Trairi (49,6%), Alto Oeste (46,6%) e Mato Grande (46,3%).

Tomando a avaliação geral dos indicadores, a média do Rio Grande do Norte está no sinal amarelo da nota 3, ainda com uma nota 5 na taxa de casos ativos.

O que é o indicador composto
O indicador elaborado pela Sesap com o Comitê de Especialistas e a UFRN, sob a coordenação do professor Kênio Lima, mapeia a evolução semanal de casos por município, como forma de monitorar pandemia em todo o estado.

O estudo reúne nove variáveis que traçam um olhar sobre a situação de cada município e uma pontuação que mostra a evolução a cada semana. Os dados servem de subsídio para a tomada de decisões na gestão da pandemia.

20 municípios em pior situação (todos com índice 4)
Almino Afonso
Guamaré
São Tomé
Monte das Gameleiras
Timbaúba dos Batistas
Brejinho
Acari
Alto do Rodrigues
Goianinha
São Miguel
Florânia
Felipe Guerra
Jucurutu
Serrinha
Extremoz
Caraúbas
Assu
Jardim do Seridó
Santo Antonio
Macau

20 municípios com melhor situação (índices 1 e 2)
Barcelona – 1
Coronel Ezequiel – 1
Lagoa de Velhos – 1
Ielmo Marinho – 1
Água Nova – 1
Japi – 1
Equador – 1
Doutor Severiano – 1
Martins – 1
Santana do Seridó – 1
Major Sales – 1
Baia Formosa – 2
Espirito Santo – 2
Rafael Fernandes – 2
Ruy Barbosa – 2
Bodó – 2
Jaçanã – 2
Paraná – 2
Riacho de Santana – 2
São João do Sabugi – 2

G1 RN