Filhas rezam todos os dias em janela de hospital por mãe internada com Covid-19 no RN

Há 20 dias, a rotina de duas irmãs no município de Santo Antônio, no interior do Rio Grande do Norte, tem sido de fé: elas vão até a área externa do hospital Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal e rezam pela vida da mãe, Maiza Vieira de Souza, de 61 anos, da janela do quarto em que ela está internada com Covid-19.

A fé das irmãs Ana Carolina de Souza e Ana Cláudia de Souza comoveu a equipe de saúde do hospital, que trabalha diariamente na recuperação de Maiza, que está intubada há 14 dias.

As filhas de Maiza não moram atualmente no Rio Grande do Norte – uma vive em Lisboa, Portugal, e outra em São Paulo. Elas chegaram à cidade após uma primeira suspeita de contaminação da mãe, que não se confirmou. Pouco tempo depois, ela foi diagnosticada com o coronavírus.

Sem conseguir a recuperação em casa, ela precisou ser internada no fim de abril. Dias depois, a doença agravou e Maiza precisou ser intubada. E durante todos esse tempo, do primeiro dia até esta quarta-feira, a rotina das irmãs é rezar pela recuperação da mãe na janela do quarto em que ela está.

“Todos os dias rezamos. Chegamos aqui às vezes 17h, 18h, 19h e saímos às 20h, 22h, 24h. Tudo depende da forma com que a gente sente a necessidade e o quanto o nosso coração fica calmo, tranquilo, ou quanto a gente acha que ela precisa mais da nossa presença. E, graças a Deus, até aqui nós temos sido abençoadas grandemente”, contou a filha Ana Carolina de Souza.

As filhas vivem atualmente a expectativa por uma possível extubação (quando o paciente sai da intubação) após uma melhora no quadro da mãe.

G1 RN