Fátima contata Pazuello e Ministério da Saúde promete enviar 100 cilindros de oxigênio para redes municipais de saúde do RN

A governadora Fátima Bezerra informou neste sábado 20 que contatou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para pedir suporte no enfrentamento da crise de oxigênio instalada nas redes de saúde os municípios potiguares, em virtude do avanço da pandemia causada pela Covid-19.

Em resposta dada na tarde deste sábado, a pasta garantiu o envio de 100 cilindros de oxigênio ao Rio Grande do Norte já no início da semana.

“Passando rapidinho pra atualizar vocês sobre mais esse desafio pandêmico, que é a luta por mais oxigênio para os nossos municípios. Como vocês sabem, nossas unidades de referência estaduais estão abastecidas, mas as redes municipais já pedem socorro. Ainda hoje conversei com o general Ribaldo, o responsável pela logística, e coloquei a situação e a necessidade de agilidade”, compartilhou nas redes sociais.

]A maioria dos municípios do Rio Grande do Norte já sinalizou dificuldades com o estoque de oxigênio para pacientes Covid-19. A informação faz parte de um levantamento feito pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde por meio da plataforma Google Forms, entre 17 e 18 de março. Ao todo, 117 prefeituras preencheram o questionário. Apenas 29,05% de municípios disseram não enfrentar problemas até o momento.

O Conselho informou ainda que mais de 60 cidades, o equivalente a 59,82% dos municípios entrevistados, já receberam sinal de alerta de fornecedores sobre a possível dificuldade em abastecimento de oxigênio. A governadora comentou que o Ministério da Saúde confirmou também que atenderá ao pleito no sentido de requisitar usinas de O2 para o estado potiguar produzir oxigênio.

Fátima participa na tarde deste sábado de um reunião com integrantes da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap-RN), entre eles o secretário Cipriano Maia. Além disso, o Rio Grande do Norte receberá concentradores, que são equipamentos que servem para racionalizar e, dessa forma, potencializar o oxigênio dos hospitais, segundo Fátima. Essa ação, conforme a gestora estadual, foi fruto de diálogo dela com o governador do Amazonas, Wilson Miranda Lima. ]

O estado é tem “expertise no assunto”, de acordo com Fátima. “O Amazonas vai nos enviar esses equipamentos pelo que estão chamando ‘operação Gratidão’. Os Amazonas agora retribui o gesto que tivemos quando recebemos nossos irmãos amazonenses no momento em que mais precisaram. É a solidariedade falando alto. Obrigada, governador @wilsonlimaam”, encerra.

AGORA RN