COVID-19 54 cidades do RN apresentam piora nos índices da pandemia e 5 estão em ‘nível vermelho’

Maioria das cidades, 84 ao todo, apresentou estabilidade entre os dias 10 e 18 de maio — Foto: Divulgação

A situação da pandemia piorou em 54 das 167 cidades do Rio Grande do Norte nos últimos oito dias. É o que aponta o indicador composto da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O indicador composto reúne dados como casos confirmados, ocupação de leitos e óbitos e dá uma pontuação entre 1 e 5 para cada cidade. O estudo permite o mapeamento da evolução semanal de casos por município e assim ter um monitoramento da pandemia em todo o estado. Os dados foram colhidos entre os dias 10 e 18 de maio.

Segundo o indicador composto, a maioria dos municípios do estado apresentaram estabilidade neste período: foram 84. Já as cidades que apresentaram melhora nos índices foram 29.

Dos municípios que tiveram piora, 16 deles estão na área da Regional de Saúde Pau dos Ferros, o que representa 46% das cidades dessa zona. Na Regional de Saúde de Mossoró, 50% dos municípios apresentaram piora – 7 deles. Na Regional de Caicó, foram 10 – 40%.

Piores municípios

Os municípios com piores índices atualmente no indicador composto da pandemia são Carnaubais, Itajá, Grossos, Doutor Severiano e Felipe Guerra. Esses cinco municípios estão em nível vermelho, considerando todos os pontos analisados pelo indicador.

Confira as 20 piores cidades neste momento da pandemia:

Carnaubais
Itajá
Grossos
Doutor Severiano
Felipe Guerra
Coronel João Pessoa
Portalegre
Janduís
Alto do Rodrigues
Florânia
Japi
Itau
Jardim de Piranhas
São Miguel
Serrinha
Pendências
Serra Negra do Norte
São José de Mipibu
Santo Antônio
Triunfo Potiguar

Melhor nível

Os cinco municípios em melhor nível atualmente na pandemia são: Messias Targino, Ipueira, Serra de São Bento, Equador e Baía Formosa. Além deles, completam a lista dos 20 com melhores indicadores atualmente:

São Francisco do Oeste
Santa Maria
São José do Campestre
Riacho da Cruz
Ruy Barbosa
Francisco Dantas
Luís Gomes
Serra do Mel
Taboleiro Grande
Água Nova
Cerro Corá
Lagoa Nova
Poço Branco
Major Sales
Olho D’Água do Borges

Mais sobre o indicador composto

O indicador composto é uma construção coletiva entre a equipe da Sesap, o Comitê de Especialistas e a UFRN, sob a coordenação do professor Kênio Lima. O estudo permite o mapeamento da evolução semanal de casos por município e assim ter um monitoramento da pandemia em todo o estado. O indicador vai de 1 a 5, onde 1 é a melhor situação e 5 a pior. Foram usadas cores alusivas aos semáforos de trânsito, sendo o 1 e 2 em dois tons de verde, o 3 e 4 em dois tons de amarelo e o cinco em vermelho.

O estudo reúne nove variáveis que traçam um olhar mais apurado sobre a situação de cada município e um escore que mostra a evolução a cada semana. Os dados servem de subsídio para a tomada de decisões na gestão da pandemia.

G1 RN