Comissão Especial de Erradicação do Trabalho Infantil programa ações para 2021

Entre as atividades previstas estão oficinas pelo canal do YouTube do MPT

A Comissão Especial de Erradicação do Trabalho Infantil (COPETI), que tem atuação voltada para a região Oeste do estado do Rio Grande do Norte, reuniu-se remotamente nesta quinta-feira (25) para discutir sobre as ações a serem realizadas ao longo de 2021, tendo em vista o contexto da pandemia de covid-19.


Entre as ações previstas, uma oficina no canal do YouTube do MPT deve ser realizada em abril, segundo adiantou a procuradora do Trabalho Luciana Coutinho. Ela mencionou ainda a experiência do Programa de Incentivo à Aprendizagem de Minas Gerais, o “Descubra!”. O projeto envolve ações articuladas com diferentes setores em prol da  profissionalização de jovens.


O procurador do Trabalho Gleydson Gadelha, que representou o Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT-RN), deu ênfase à união entre os órgãos no combate ao trabalho infantil. Ele lembrou que o ambiente virtual, que se tornou mais presente durante a atual crise sanitária, já é natural para as crianças e adolescentes, sendo um novo território para as ações de conscientização.


Para a procuradora Ana Maria Villa Real, coordenadora nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância),  a adaptação ao novo normal deve visar que as ações conscientizadoras sigam em contato direto com o ambiente escolar. Outra prioridade é a integração entre as ações nacionais e locais.


O promotor de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) Sasha Alves do Amaral reforçou que a sinergia com as áreas da educação e da assistência social é determinante para o desmonte do trabalho infantil. Ele aponta que os frutos dos projetos transformam vidas e permitem que os jovens possam sonhar com um futuro melhor.


Para saber mais sobre ações do MPT de combate ao trabalho de crianças e adolescentes, acesse: https://mpt.mp.br/pgt/areas-de-atuacao/coordinfancia