Com salários atrasados, médicos do pronto-socorro de Macau ameaçam paralisar atividades

Médicos que trabalham no Pronto Socorro de Macau, ameaçam paralisar atividades, caso seus salários continuem atrasados. Os médicos afirmam que estão sem receber desde o mês de dezembro 2018, e janeiro que esta chegando ao fim somam 2 meses sem receber.

Hoje pela manhã, os atendimentos estavam direcionados apenas para pacientes da linha vermelha, ou seja a urgência da urgência, a exemplo: cardiopatas, febre acima de 39, pressão a partir de 17,0. Sendo que atendimento ainda no decorrer desta manhã, se normalizou, após os médicos plantonistas receberem uma proposta, o que ainda não foi identificado se trata-se de garantia do pagamento dos salários atrasados, já que caso não se cumpra haverá a paralisação dos atendimentos.

Arafran Peter