Bombeiros atenderam mais de 240 ocorrências de incêndio florestal em agosto

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) atendeu, em apenas um mês, 245 ocorrências de incêndio florestal em todo o Estado. O número é considerado alto, representando uma média de oito ocorrências por dia, mas inferior aos 265 registros relativos ao mês de agosto de 2019.

Os relatórios mostram que a região da Grande Natal registrou o maior número de incêndios, ficando com 41% do total, seguida de Caicó e Mossoró, com 27% e 22%, respectivamente. Os dados constam nos  Relatórios Mensais de Atividades (RMA) das unidades e divulgados pela Diretoria de Engenharia e Operações do CBMRN nesta segunda-feira (14).

“No interior, as ocorrências de incêndio florestal tendem a aumentar principalmente nesta época do ano devido ao forte calor e à baixa umidade. Além disso, descuidos da população como a queima de áreas para limpeza de terrenos também podem provocar incêndios. A prática de atear fogo deve ser evitada, pois se trata de crime ambiental, com penalidades previstas em lei”, disse o Major BM Jorge Ferolli, especialista em incêndios ambientais.

Entre essas ocorrências, destaque para o incêndio florestal na Serra da Capelinha, no município de Parelhas, região Seridó do Estado, no último dia 22. Na ocasião, os bombeiros militares de Caicó foram ao local às 14h e se depararam com um incêndio de grande proporção, além do difícil acesso para a realização do deslocamento. O controle total das chamas durou quatro dias e ao todo mais de 400 hectares foram devastados pelo fogo.

As queimadas e os incêndios florestais estão entre os principais problemas ambientais enfrentados no Brasil. Além dos danos ambientais, uma das mais graves implicações, há ainda os efeitos socioeconômicos.

Ainda segundo o oficial do Corpo de Bombeiros, nos casos em que a população perceber que alguém está colocando fogo em alguma área, deve ligar para a Polícia Militar no número 190 e realizar a denúncia por tratar-se de uma ação criminosa. O Corpo de Bombeiros Militar atende às ocorrências através do telefone 193.