Torcedores do Barcelona de Guayaquil atacam torcida do Ceará com racismo e homofobia

Torcida do Ceará na Arena Castelão
Foto: Camila Lima/SVM

A classificação do Ceará para a Copa Sul-Americana 2021 foi motivo de polêmica nas redes sociais na última segunda-feira (22). Após o perfil oficial da competição publicar uma arte com o símbolo do clube, torcedores do Barcelona Sporting Club, do Equador, mais conhecido como Barcelona de Guayaquil, proferiram ofensas racistas e homofóbicas contra torcedores alvinegros.

A polêmica começou após o perfil oficial da Copa Sul-Americana parabenizar os clubes brasileiros pela classificação ao torneio. A presença do Ceará entre os classificados foi surpresa para alguns estrangeiros, que desconheciam a instituição e questionaram nas redes sociais. Os torcedores alvinegros responderam com imagens de mosaicos e festas, e o perfil Muforero, no Twitter, comparou a equipe com um pequeno clube da capital do Equador, o Aucas.

Porém, a confusão partiu para um ponto mais ofensivo por parte dos torcedores do Barcelona. Muforero chegou a mencionar que não iria falar o idioma oficial do país por ser uma “linguagem de macaco”. Após a repercussão negativa, Muforero publicou um pedido de desculpas em sua conta, alegando que não tinha o intuito de desrespeitar o povo cearense.

Diário do Nordeste