José Adécio acena disputar presidência do ABC em 2015 e já ensaia demissões

adecio ABCO deputado estadual José Adécio, conselheiro do ABC Futebol Clube, acenou nesta terça-feira (29), durante entrevista à Rádio Cidade (94FM), que poderá disputar o cargo de presidente do clube nas próximas eleições, que irão ocorrer em dezembro desse ano.

“Em se tratando de política, tudo é possível”, provoca o conselheiro. E acrescenta: “Só haveria uma condição de eu ser candidato à presidência do ABC em 2015, é se as oposições chegassem e dissessem ‘você poderá ser o nosso nome’. Tem muitas pessoas simpatizando, aí sim”, confirma José Adécio.

Após citar o desempenho do clube na série B esse ano e a grande probabilidade de queda para a série C, Adécio já ensaia uma mudança profunda no time caso seja eleito para a presidência, assumindo o triênio de 2016 a 2018.

“Imediatamente eu faria uma limpeza total, demitiria quase todos, de técnico a esses que dizem que jogam bola e vêm só comer o dinheiro do ABC. E preparava um time para o campeonato, contratava três ou quatro jogadores de referência, que todo time tem, completava esse plantel com jogadores aqui do Rio Grande do Norte e tentava ganhar o campeonato”, planeja.

Outra condição que ele coloca para aceitar o desafio de concorrer à presidência do clube é se um dos conselheiros concorresse ao seu lado como candidato à presidência do Conselho Deliberativo do clube. José Adécio não revelou quem seria esse conselheiro, mas indicou características.

“Tem um conselheiro do ABC, por quem eu tenho o maior respeito, que não aparece em mídia, que não dá uma palavra; se esse cidadão chegasse para mim e dissesse ‘José Adécio, você quer ser presidente do ABC eu sendo candidato a presidente do Conselho Deliberativo?’ eu toparia, porque eu saberia a quem estava sendo entregue o conselho”.

Em outro momento, também em entrevista à Rádio Cidade, Adécio já havia admitido a possibilidade de se candidatar. Na ocasião, no entanto, ele havia afirmado que somente seria candidato em 2018, quando pretende deixar sua vida pública como deputado estadual.
Visor Político