Projeto “Dona Coruja” existe há 8 anos e já beneficiou mais de mil alunos da rede municipal de ensino em Caicó

Projeto “Dona Coruja”, idealizado pela professora Eugênia Kelly, já beneficiou mais de 1.000 estudantes em Caicó. (Arquivo) — Foto: cedida

Um projeto que surgiu da necessidade vista entre os estudantes da rede municipal, que muitas vezes deixavam de ir à escola porque não tinham material, já ajudou mais de mil crianças em Caicó, na região Seridó potiguar.

Idealizadora do projeto “Dona Coruja”, a professora Eugênia Kelly atua há 14 na Escola Municipal Severina Ernestina Abigail, no bairro Itans e conta que a ação começou 8 anos atrás, após ela perceber anualmente as necessidades dos seus alunos.

Mesmo com a pandemia, a campanha continuou em 2021, mas precisou se adaptar.

“Nós estamos recebendo apenas doação em dinheiro. Nos outros anos a gente recebia também doação de material escolar, contávamos com algumas casas comerciais com parceria. Este ano ficou um pouco mais difícil, por isso estamos recebendo apenas doações nas contas bancárias”, disse.

O projeto tem uma página nas redes sociais que mostra as doações que já foram entregues.

A filha de Vaneide Araújo foi uma das beneficiadas pelo projeto no ano passado. Vaneide é estudante de pedagogia e trabalhava como estagiária numa escola pública em Caicó. Devido à pandemia, as aulas presenciais foram suspensas e ela acabou perdendo a única fonte de renda que tinha. Sem ter como comprar o material escolar da filha Lara, o projeto Dona Coruja chegou na hora certa.

“Mesmo recebendo a pensão da minha filha, é muito pouco, são só R$150,00. Como a gente sabe, material escolar é muito caro, então veio na hora certa. Este ano eu já recebi a informação de que Lara será novamente beneficiada pelo projeto e a gente está muito feliz”, disse.

Em 2020, cerca de 350 kits escolares com pasta, caderno, lápis de cor, tesoura e vários outros materiais escolares, foram doados para alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Nas 8 edições do projeto, mais de mil alunos já foram beneficiados. Para professora Eugênia, o sentimento é de gratidão.

“Nós nos sentimos muito felizes, a gente vê refletido no olhinho da criança a alegria, a gratidão. É uma doação simples, é uma pastinha com material escolar, mas que pra ela representa muita coisa, a gente consegue ver isso refletido no olhar”.

Neste ano, alunos de 15 instituições devem ser beneficiados. As aulas na rede municipal de ensino de Caicó estão previstas para começar no dia 5 de abril e devem seguir o modelo híbrido, aquele feito uma parte de forma remota e outra em sala de aula.

Do G1 RN