Conselho Superior da UFRN aprova criação de Faculdade em Currais Novos

A criação da Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (Felcs) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi aprovada na tarde desta sexta-feira, 27 de novembro, pelo Conselho Universitário (Consuni). A nova unidade acadêmica será desmembrada do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), com o objetivo de fortalecer o campus de Currais Novos em suas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

A Felcs é fruto do processo de reestruturação do Campus Currais Novos, que objetiva dar identidade, distinguindo a Faculdade dos demais campi da UFRN, considerando sua história e sua relevância regional; conquistar autonomia administrativa e financeira; ampliar a oferta de cursos de graduação e de pós-graduação; entre outros objetivos.

Nesse sentido, além de manter os cursos das áreas de Letras e Ciências Sociais, que já eram ofertados em Currais Novos, a Felcs construirá uma identidade voltada para a área das Engenharias, visto que está em trâmite a pactuação de vagas para o curso de Engenharia de Produção.

Para a diretora do Ceres, Sandra Kelly de Araújo, a criação da Felcs representa o fortalecimento da interiorização, lembrando que há 25 anos houve a união dos campi de Currais Novos e Caicó como forma de sobrevivência. Ainda segundo a professora, hoje acontece a separação das unidades “para seguir melhor, de forma mais madura e competente”.

O vice-diretor do Ceres, Alexandro Teixeira Gomes, considerou que a aprovação é um marco histórico para a UFRN. O docente disse ainda que “hoje o Ceres está se multiplicando”, ao explicar que dirigiu o Centro junto à professora Sandra Kelly com essa missão que se concretizou com a aprovação da Felcs.

Campus Currais Novos

Até a criação da Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (FELCS), a estrutura do Ceres Currais Novos contava com  dois departamentos – Departamento de Letras (DLC), abrigando dois cursos de licenciatura (Letras Português/Inglês e Letras Língua Espanhola) e um curso de Mestrado Profissional; e o Departamento de Ciências Sociais e Humanas (DCSH), com dois cursos de bacharelado, Administração e Turismo. No âmbito da pós-graduação stricto sensu, há o Programa (em rede nacional) de Mestrado Profissional em Letras, além de um Polo de Ensino a Distância, com a que oferta de nove cursos de licenciatura (Ciências Biológicas, Educação Física, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Química e Pedagogia).