Com fome e medo, fica difícil aprender

Desigualdades sociais colocam em risco direitos fundamentais de crianças e adolescentes 

Viver em meio a uma pandemia é um desafio, principalmente para crianças e adolescentes que residem em comunidades mais vulneráveis, tanto nos grandes centros urbanos quanto nas regiões mais distantes do país. Com fome e com medo do novo coronavírus, é difícil para qualquer pessoa aprender alguma coisa.   

Para reverter o cenário de prejuízos na educação serão necessários esforço coletivo (sociedade e governos) e muita Solidariedade. Por isso, além do trabalho que realiza em suas Unidades, a Legião da Boa Vontade (LBV) também promove ao longo do ano inúmeras campanhas, visando garantir proteção social e a educação de meninas e meninos.   

Entre as iniciativas, a campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro!, que, no início de cada ano letivo, entrega kits de material escolar, nesta edição também incluiu cestas de alimentos e itens de limpeza para complementar a alimentação de crianças e adolescentes e para que continuem se protegendo da Covid-19.  

No Rio Grande do Norte, a Instituição assistirá mais de 900 crianças e adolescentes das cidades de Baia Formosa, Canguaretama; Macaíba; Pedro Avelino; Pedro Velho; Natal e São Tomé. Em todo o Brasil, de janeiro a março, serão entregues 25 mil kits de material escolar, 30 mil cestas de alimentos e 35 mil kits de higiene e de limpeza, totalizando 90 mil benefícios.  

SERVIÇO:  

As doações para a campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro! podem ser feitas diretamente no sitewww.lbv.org ou pelo telefone 0800 055 50 99. Para outras informações sobre essa ação solidária, basta acessar o endereço @lbvbrasil no Facebook, no Instagram e no YouTube.