Alunos do campus João Câmara participam de aula no Centro Histórico de Natal

alunos-ifCom o objetivo de articular e integrar os conteúdos das disciplinas de Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Filosofia e Artes Visuais, por meio de atividades que complementam e enriquecem a aprendizagem dos alunos, o Prof. Tito Matias, da disciplina de língua inglesa, coordenou a aula externa “Corredor Cultural de Natal/RN”, uma viagem in loco aos espaços antigos e novos da cidade de Natal, no dia 18 de setembro de 2015, com as turmas de 3º ano Integrado Informática (manhã) e 4º ano Integrado Eletrotécnica (manhã).

Além de Matias, a aula em Natal/RN contou com a participação dos professores Rhena Raíze Lima e Stanley Medeiros, professores de Língua Portuguesa e Filosofia, respectivamente. Segundo a Profa. Rhena, para estudar os estilos literários inseridos no planejamento anual, é importante que os alunos conheçam a relação entre a literatura e as outras artes em cada uma das épocas.

A visita à cidade de Natal proporciona o contato com uma arquitetura e uma história representativas de diversas épocas, reproduzidas durante épocas literárias como o Barroco, Arcadismo, Modernismo, entre outras. Desse modo, a visita proporciona o contato com a arquitetura antiga natalense e com alguns elementos históricos representativos de séculos passados, que auxiliam na compreensão da leitura de obras literárias.

Já para o Prof. Stanley, desde tempos antigos, filósofos já perceberam que a organização de prédios públicos, privados, espaços de discussão e de lazer refletem a visão de mundo da sociedade que os construíram ou os utilizam: as igrejas, as estradas, os monumentos dedicatórios, as paisagens naturais, enfim, os pontos turísticos. Toda a atividade humana, esteja ela concentrada nos centros urbanos ou nas localidades rurais, reflete-se no modo como se organiza o espaço. Perceber a influência que os espaços públicos exercem sobre os cidadãos ou, inversamente, como as concepções de mundo desses cidadãos está impressa seus espaços públicos é fundamental para a formação do pensamento crítico dos estudantes.(IFRN-JC)