Tese desenvolvida UFRN e professores recebem menção honrosa em premiação da Capes

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu mais um reconhecimento nacional de sua produção científica. Nesta quinta-feira, 1º, foi divulgado o resultado da 15ª edição do Prêmio CAPES de Tese, no qual uma tese de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (PPGFIL), além de dois professores, um egresso da instituição e outro vinculado à UFRN que orientaram um trabalho desenvolvido na UFPB, receberam menção honrosa da premiação que reconhece os melhores trabalhos de conclusão de Doutorado defendidos em programas de pós-graduação brasileiros.

O pró-reitor de Pós-Graduação da UFRN, Rubens Maribondo, comentou que a conquista mostra que a UFRN está trilhando o caminho certo na qualidade científica e de formação de recursos humanos. “Para o sistema de Pós-graduação da UFRN é extremamente gratificante termos esses resultados, porque mostra que ao longo dos anos estamos desenvolvendo um trabalho sério, cada ano com mais maturidade científica e estamos formando recursos humanos de excelente qualidade que estão aptos a atuarem em outras universidades e a conquistarem prêmios”, destacou o pró-reitor que lembrou que em anos anteriores a UFRN também foi agraciada com o Prêmio CAPES de Tese em outras áreas do conhecimento, como Fisioterapia, Engenharia de Materiais e Psicologia.

A tese intitulada “Entre a matéria e forma: o problema da objetividade dos fenômenos quânticos em Werner Heisenberg”, de autoria do pesquisador João Edson Gonçalves Cabral e orientada pelo professor, Daniel Durante Pereira Alves, teve menção honrosa, assim como o PPGFIL/UFRN.

O trabalho que concorreu na área de Filosofia, versa em torno do antigo problema metafísico que remonta à filosofia grega, de investigar os últimos constituintes da natureza, o que, no caso de Heisenberg, significa indagar o estatuto filosófico-ontológico das vinte e cinco partículas elementares conhecidas em seu tempo.

Outro reconhecimento à qualidade acadêmica da UFRN, foi a menção honrosa conquistada pelo professor do Departamento de Física Teórica e Experimental, Marco Morales, como co-orientador e do hoje, professor da UFPB, e egresso da graduação, mestrado e doutorado de Engenharia de Materiais da UFRN, Daniel Durante Araújo de Macedo, como orientador da tese da estudante Luciena dos Santos Ferreira, da Universidade Federal da Paraíba na área de Materiais.

Os autores, orientadores, co-orientadores e o programa em que foi defendida a tese receberão o certificado da Capes em reconhecimento ao desenvolvimento e aprimoramento da produção científica no país. A atual edição teve número recorde de 1421 trabalhos inscritos, dos quais 49 foram vencedores e outros 94 receberam menção honrosa.