Taxa de ocupação de leitos críticos no RN fica abaixo de 60%

A segunda-feira(3) começou com boas notícias para a área de saúde do Rio Grande do Norte no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. No momento, menos de 60% dos leitos críticos destinados aos pacientes com Covid-19 estão ocupados.

De acordo com os dados da Secretaria de Saúde do Estado, 59,78% dos leitos críticos estão ocupados. Em números absolutos, dos 304 leitos de UTI ou semi-intensivos, 182 estão ocupados, 97 estão disponíveis e 25 estão bloqueados.

às 7h30, a fila de regulação tinha dois pacientes da região metropolitana aguardando para serem encaminhados aos leitos críticos, 91 estão disponíveis somente na área.

Dos 25 leitos bloqueados no Rio Grande do Norte, 18 estão sem funcionar por falta de recursos humanos. É o que aponta o portal da Sesap que trata diretamente sobre a pandemia da Covid-19. O Hospital Municipal de Natal e o Hospital Tarcisio Maia, em Mossoró, são os que têm mais leitos bloqueados.

Segundo dados da Plataforma, o Hospital Regional de João Câmara tem 3 leitos bloqueados devido à manutenção, enquanto a Maternidade Divino Amor, em Parnamirim está com um leito bloqueado devido a um vazamento. O Hospital São Luiz, em Mossoró, está com dois leitos bloqueados por falta de ventiladores pulmonares e o Hospital da Polícia Militar, em Natal, tem um leito bloqueado por estar reservado para a PM.

Tribuna do Norte