Sesap apoia ações de saúde mental no RN na luta antimanicomial

Neste 18 de maio, dia nacional da Luta Antimanicomial, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) coloca em pauta o tema que tem sido o foco de meses de trabalho em busca da melhor forma de atenção e cuidado à pessoa com transtorno mental.

A gestão estadual tem como base a compreensão mais moderna de saúde em vigor, em que a pessoa é um sujeito biopsicossocial e precisa ser tratado como tal, o que tornou evidentes as limitações do modelo baseado em internações e medicalização.

“A luta antimanicomial é diária. Nós defendemos a reforma psiquiátrica, o cuidado com base territorial, a articulação e o trabalho em rede e colaborativo para a garantia dos cuidados dos usuários, valorizando o componente da família na atenção ao paciente com sofrimento mental”, disse Maura Sobreira, secretária adjunta da SESAP.

A mudança já é uma realidade no Rio Grande do Norte. O Hospital Colônia Dr. João Machado (HJM), por exemplo, vem se adequando a esse novo paradigma de transição, propondo mudanças de funcionamento como a que foi regulamentada pela Portaria nº 811, de 30 de março de 2020, que determina a regulação do seu pronto socorro psiquiátrico, que continua contando com equipe multiprofissional em escala de 24 horas, mas com atendimento referenciado. O objetivo é melhorar o tratamento dos pacientes, evitando o estigma da doença mental e o isolamento a que estão tradicionalmente submetidos.

Atualmente já existem leitos de saúde mental em hospital geral implantados, além de um plano de implementação de outros leitos de saúde mental em hospitais regionais para o Rio Grande do Norte, discutido pela gestão da Sesap e com propostas para as regiões de saúde do estado.

Ações locais
Em alusão ao dia 18 de maio, alguns municípios organizaram ações para lembrar a importância do tema. Em Natal, o CAPSad Norte vai realizar uma Live sobre a Luta Antimanicomial, às 16h, no perfil @capsadnorte do Instagram. O CAPSad é um centro especializado no tratamento de problemas relacionados ao uso de álcool e outras drogas e pertence à rede de atenção psicossocial do município de Natal.

Em Mossoró será realizada uma Mesa Redonda Multiprofissional, a partir das 18 horas, promovida pela Coordenação de Políticas de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde. O encontro acontece pela plataforma Google Meet. No mesmo dia, será realizado presencialmente, a partir das 8h30, no Centro de Atenção Psicossocial Infantil de Mossoró, uma programação para crianças com pinturas, além de exposição de telas produzidas anteriormente pelas crianças e adolescentes. O objetivo é reforçar sobre a importância dos direitos à liberdade, ao convívio social e ao tratamento para pessoas em sofrimento psíquico.

Também haverá programação no Centro de Atendimento Psicossocial (CAPSII) Mariana Neuman Vidal, com atividades sobre o assunto, de forma híbrida, podendo ser presencial ou pela plataforma Google Meet. O objetivo é trabalhar a inclusão das pessoas com sofrimento psíquico e aquelas com problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas.

Em Currais Novos, no CAPS Maria Vênus Cunha, de 17 a 20 de maio a programação inclui CineCA, Sarau da Poesia, Balada Terapêutica e a publicação do minidocumentário “Somos todos CAPS” nas redes sociais.

O Estado apoia as ações em saúde mental, considerando a integralidade da atenção na Rede de Atenção Psicossocial, com enfoque no sujeito, em seu território, que tem como articulador da RAPS os CAPS.