Secretaria de Saúde suspende início de vacinação de professores no RN

Aplicação da vacina contra a Covid-19 em Natal vacinação imunização — Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

O início da vacinação dos professores da rede pública do Rio Grande do Norte, que era previsto para a próxima segunda-feira (24), foi suspenso e não tem nova data, por causa de uma decisão da Justiça Estadual. A informação foi dada pelo secretário de Saúde do RN, Cipriano Maia, em entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi, nesta sexta-feira (20).

“Essa era nossa vontade, era o que estava planejado, usando a reserva técnica da vacina Oxford. No entanto, nós temos uma ação civil pública no estado, já com decisão, que proíbe qualquer gestor estadual ou municipal de fazer a aplicação de vacinas fora do que tá preconizado no plano nacional de operacionalização da vacinação contra a Covid. E com isso não poderemos implementar esse plano até que tenhamos uma reversão dessa decisão judicial ou uma outra decisão do plano nacional de operacionalização”, afirmou Cipriano Maia.

“Nós temos trabalhado para que o Conass proponha essa adoção mas não temos ainda essa definição. Então com isso, não tem anúncio de início dessa vacinação dos professores até que resolvamos ou a questão jurídica ou a decisão na câmara técnica nacional da vacinação Covid”, acrescentou.

A decisão apontada pelo Estado foi publicada no plantão judiciário de 1º de abril e determina que o estado se abstenha de incluir ou modificar a ordem dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de imunização sem prévia autorização do Ministério da Saúde.

A ação foi impetradas pelo Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública do Estado. Em nota, os órgãos afirmaram que, além de não garantir a volta às aulas, a imunização de parte dos professores ocorreria em detrimento de outros grupos prioritários. Veja mais sobre o posicionamento no fim desta matéria.

G1 RN