Preço da cesta básica sobe 4% no primeiro trimestre em Natal, diz Dieese

O preço da cesta básica subiu 4% no primeiro trimestre de 2021 em Natal. É o que aponta a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, que foi publicada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) nesta quinta-feira (8).

Esse é o segundo maior aumento entre as 17 capitais do país que integram a pesquisa. Apenas Curitiba, com um aumento de 6,8%, teve um crescimento maior no preço. Aracaju (3,4%), Belém (2,9%) e Florianópolis (2,7%) também tiveram alta. A maior queda foi de Campo Grande, com -4%.

No mês de março, o preço também aumentou na capital potiguar: 2,8%. Outras quatro capitais também sofreram aumento neste período, enquanto 12 tiveram redução.

Segundo o Dieese, o preço médio da cesta básica em Natal no mês de março foi de R$ 477,56, o quarto menor entre as 17 capitais pesquisadas. Apenas Aracaju (R$ 468,79), Recife (R$ 461,33), Salvador (R$ 461,28).

Em 12 meses, o aumento é de 12,1% na capital potiguar. No mesmo mês do ano passado, a cesta básica custava em média R$ 419,77.

Apesar do aumento, a capital registrou queda de 4,59% no preço do óleo de soja.

G1 RN

Qual sua opinião?