Polícia prende médico e dono de clínica por vender atestados de comorbidade falsos para vacinas de covid

O médico e o dono da cínica podem pegar até 5 anos de prisão pelos atestados falsos — Foto: Reprodução

Agentes da Delegacia de Defraudações da Polícia Civil do Rio prenderam nesta quinta-feira (27) em Pilares, na Zona Norte da capital, dois suspeitos de vender atestados falsos de comorbidades para vacinas de Covid.

Os presos foram identificados como Sérgio Mendes Izidoro, dono de uma clínica em Pilares, e Augusti Guedes de Carvalho FIlho, médico.

Segundo a polícia, na clínica foi constatado que ambos vendiam o atestado falso por R$ 20. “No atestado, o médico afirma que o paciente possuía comorbidade incluída no rol elencado pelo Ministério da Saúde”, explicou Daniela Rebelo, responsável pelas investigações.

No local, a polícia apreendeu medicamentos e atestados para doenças como hipertensão arterial. O médico e o dono da cínica podem pegar até 5 anos de prisão pelos atestados falsos.

G1