Polícia descobre plano milionário de resgate de membros de facção criminosa e do ‘Novo Cangaço’ presos em Alcaçuz

Cerca de 30 homens planejavam o resgate de outros 15 que são membros de uma facção criminosa e do chamado ‘Novo Cangaço’ que estão presos no Complexo Penitenciário de Alcaçuz.

O plano que era tratado como ‘espetáculo’ foi descoberto pela Divisão Especializada no Combate ao Crime Organizado (Deicor). A polícia estimou que a ação criminosa custaria aos envolvidos valores entre R$ 3 e R$ 4 milhões, destaca reportagem do jornal Tribuna do Norte.

Pelo menos oito envolvidos no planejamento do ataque já foram presos presos. Também foram apreendidas 21 armas, sendo 7 fuzis, 3 mil munições, coletes, balaclavas e até veículos blindados que seriam usados na fuga. O ataque marcaria a união de uma facção criminosa potiguar com o ‘Novo Cangaço’, cuja especialidade é o ataque à instituições financeiras, assaltando carros fortes e agência bancárias.

Tribuna do Norte