Oiticica perde R$62 milhões com cortes no OGU

O presidente Bolsonaro passou a tesoura no Orçamento da União para 2021, conforme publicado no DOU desta sexta-feira (23), e o Rio Grande do Norte não ficou de fora. Só a Barragem de Oiticica perdeu R$62 milhões, quantia que poderá comprometer sua conclusão. Além disso, R$10 milhões a menos para a Reta Tabajara e menos R$2,5 milhões para o Viaduto do Gancho, obras ligadas ao ministério do potiguar Rogério Marinho.

Os coleguinhas veem aí o dedo do ministro Paulo Guedes, meio “arquirrival” de Marinho.

Mais…Também foram feitas subtrações em recursos para programas e obras no Estado relacionados a Saúde, Educação e Cidadania.

… na capital…Natal também perdeu. Foram retirados valores que seriam destinados ao Esporte; Desenvolvimento Urbano e Qualificação Viária na Região Metropolitana.

…nas universidades e saúdeA Universidade Federal Rural do Semi-Árido – Ufersa e o Instituto Federal do RN – IFRN sofreram cortes em verbas de custeio. Na pasta da Saúde, foram retirados recursos para Serviços de Assistência Hospitalar e Ambulatorial e, até, para Emergência Internacional do coronavírus. Além da aquisição de equipamentos.

As razões

Bolsonaro justificou os vetos alegando que a mensagem original foi parcialmente modificada no curso da tramitação legislativa. “Para viabilizar a recomposição das dotações necessárias à cobertura das despesas obrigatórias, impõe-se o veto parcial das dotações orçamentárias”.Com essa decisão, os gestores que estavam contando com os recursos vão precisar fazer novas adequações.
Rosalie Arruda
Tribuna do Norte