Negócios chefiados por mulheres são quase 60% dos financiamentos da história da AGN

O Rio Grande do Norte possui, atualmente, 115,7 mil empreendedoras, cerca de 32% da empresas potiguares. E ainda que sejam apenas um terço dos negócios no estado, na Agência de Fomento do RN, elas representam quase 60% dos financiamentos realizados nos 20 anos de história da instituição financeira de desenvolvimento.

Das mais de 33 mil operações realizadas pela agência desde sua fundação em 2001 até o ano passado, um total de 19.753 dos contratos de financiamentos firmados na AGN foram por mulheres. Esse número representa 59,4% de todas as operações financeiras já realizadas instituição.

Apenas entre os anos de 2019 e 2020, dois primeiros anos do governo da professora Fátima Bezerra e da gestão da diretora-presidente Márcia Maia à frente da instituição, mais de 7 mil financiamentos foram concedidos a mulheres empreendedoras. O ano de 2020 também foi marcado pelo maior número de mulheres formalizadas atendidas pelo Microcrédito na história do programa com um total de 1.183 empreendimentos chefiados por mulheres.

A região Oeste do RN lidera em números absolutos de operações para mulheres através do Microcrédito com um total de 5.305 operações. Enquanto a região Seridó lidera o ranking em termos proporcionais de operações para mulheres através do Microcrédito com 62,41% (4.137) contra 37,59% (2.492) das operações realizadas por homens. A linha inclusa no Microcrédito do Empreendedor para negócios informais (MCEI) é, em números absolutos, a linha de financiamento ativa mais popular entre as mulheres com um total de 14.345 operações nas últimas duas décadas de história da instituição.