Na Grande Natal, Ezequiel participa de mobilização do PSDB em Extremoz e de comício em Maxaranguape

O deputado Ezequiel Ferreira de Souza, presidente do PSDB no Rio Grande do Norte continua percorrendo os municípios do interior, onde o partido disputa majoritariamente. Nesta sexta-feira (16) foi a vez de Extremoz e Maxaranguape, na região Metropolitana, onde o PSDB lançou Eduardo Motta e o prefeito Luís Eduardo é candidato à reeleição, e vem liderando com folga todas as pesquisas registradas na Justiça Eleitoral.

“Vamos percorrer mais de 100 municípios onde o PSDB apresenta candidatos a prefeito e está em composição em chapas como vice. Nosso partido vem crescendo muito com a ajuda também dos deputados Tomba Farias, Gustavo Carvalho, José Dias e Raimundo Fernandes. O PSDB apresenta mais de 900 nomes para as Câmaras Municipais, sendo na capital e em todas as regiões do Estado”, enumerou Ezequiel Ferreira, que também preside a Assembleia Legislativa.

Em Extremoz, o PSDB fez composição com o MDB e o PSB lançando o atuante vereador Eduardo Motta (PSDB) e o advogado Netinho (MDB), na coligação “Unidos pelo Bem de Extremoz”. Na última pesquisa Seta, registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-04377/3020, Eduardo aparece na liderança. O deputado federal Walter Alves, que preside o MDB no Estado também reforçou o evento. O deputado Ubaldo Fernandes (PL) e o ex-prefeito Enilton Trindade discursaram apoiando Eduardo e Netinho.

A noite foi encerrada com um grande comício no distrito de Maracajaú, em Maxaranguape. O prefeito Luís Eduardo (PSDB) é candidato à reeleição tendo a Professora Nira (PSD) como vice. Ezequiel prestou contas do seu mandato na Assembleia Legislativa e das recentes ações na agricultura, saúde e segurança pública que chegaram ao município. Luís Eduardo vem liderando com folga todas as pesquisas registradas até o momento. Na última pesquisa do instituto Consult registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN 05109/2020, aponta à reeleição de Luís Eduardo com folga obtendo 62,75%. A avaliação da gestão é aprovada por 68,75%.