Mundo registra recorde semanal de contágios pelo coronavírus

Sérgio Lima/Poder360

O mundo teve 5,3 milhões de pessoas diagnosticadas com covid-19 nos últimos 7 dias, segundo os dados do monitor Worldometer. Trata-se da maior marca desde o início da pandemia, apesar dos avanços da campanha de vacinação contra a doença. O recorde anterior era de dezembro de 2020, quando os Estados Unidos estavam perto do pico de uma 3ª onda de contágios.

Dados levantados pela Universidade Johns Hopkins mostram aumento de 12% nos casos de covid-19 em relação à semana anterior.

O aumento mundial no número de casos é puxado pela Índia, que tem registrado mais de 200 mil casos por dia. O Brasil também puxa para cima a curva de novos contágios. Vários países da Europa e da América Latina, como a Argentina, também estão tendo que lidar com novos surtos que preocupam as autoridades de saúde.

No sábado (17.abr), o mundo atingiu a marca de 3 milhões de mortes por covid, no momento em que os países estão implementando vacinas em um esforço para manter o coronavírus sob controle. Nos últimos 7 dias, foram registradas 82.000 mortes, uma alta em relação às 60.000 mortes confirmadas na semana terminada em 14 de março.

O diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez um alerta na semana passada sobre o aumento de casos em todo o mundo e disse que a pandemia de covid-19 ainda está longe de acabar.

Os números de infectados estão crescendo apesar da campanha de vacinação contra a doença, que avança em velocidade desigual entre os países. Enquanto 48,18% da população do Reino Unido já recebeu pelo menos a 1ª dose de algum imunizante contra a covid-19, na Índia foram 7,71%, segundo dados do Our World in Data.