Mestrado gratuito em gestão e regulação de recursos hídricos está com 243 vagas abertas em 14 universidades públicas

Entre 20 de janeiro e 18 de fevereiro, estarão abertas as inscrições para 243 vagas para o Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua). As inscrições para esta nova turma devem ser realizadas pelo site da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Campus de Ilha Solteira (SP), que é a instituição coordenadora do mestrado, que conta com a participação de outras 13 universidades públicas.

O curso tem 24 meses de duração e está utilizando ensino remoto emergencial para realização das atividades acadêmicas e tecnologias de educação a distância (EaD), enquanto perdurar a pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Criado e fomentado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), desde 2015 o ProfÁgua vem formando, em todas as regiões do País, profissionais nas diversas temáticas que envolvem os recursos hídricos, aprimorando suas competências pessoais e profissionais.

Com este mestrado, o intuito é qualificar esse público para lidar com os desafios mais complexos da gestão e da regulação das águas no Brasil. Nesse sentido, as dissertações do mestrado sempre têm um caráter de conhecimento aplicado, o que efetivamente contribui para o aprimoramento da gestão de recursos hídricos. 

A ANA já investiu um pouco mais de R$ 7,3 milhões para o funcionamento do curso, através do repasse de recursos para a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que avaliou o mestrado com a nota 4 – a maior para novos cursos. Hoje já existem mais de 250 profissionais com mestrado pelo Profágua e outros 300 estão com seus projetos de pesquisa em andamento.

Os candidatos devem anexar os documentos listados no Edital de Abertura do Processo Seletivo ProfÁgua nº 001/2021 e pagar uma taxa de inscrição de R$ 73. Os interessados deverão apresentar proposta de projeto de pesquisa que seja aderente a uma ou mais linhas de pesquisa do mestrado, que são as seguintes: Instrumentos da Política de Recursos Hídricos, além de Regulação e Governança de Recursos Hídricos. Os projetos devem seguir as normas do Edital para o processo seletivo, que será realizado por cada uma das 14 universidades públicas que oferecem o mestrado profissional este ano.

A seleção também terá uma fase de análise dos currículos dos candidatos no formato da Plataforma Lattes, que constituirá a prova de títulos do processo seletivo. A análise de currículo levará em consideração o histórico escolar da graduação, experiência profissional, experiência em pesquisa e extensão e capacitação em cursos de especialização ou extensão dentro das áreas correlatas ao ProfÁgua. A terceira etapa do processo seletivo será realizada por meio de apresentação do projeto de pesquisa por vídeo.

Segundo o cronograma da seleção, as inscrições serão homologadas em 24 de fevereiro e o resultado após os recursos será divulgado em 1º de março. Os resultados da avaliação dos projetos de pesquisa serão divulgados em 10 de março, enquanto os resultados da análise de currículos e da apresentação por vídeo sairão em 16 de março. No dia seguinte, 17, será publicado o resultado final no site do ProfÁgua. As matrículas estão previstas para 18 e 19 de março e as aulas começarão a partir de 22 de março, Dia Mundial da Água.