Maior grupo de TI do RN aumenta em 25% número de funcionários

Enquanto o país amarga uma taxa de desemprego em torno de 14%, uma realidade completamente diferente é vivenciada pelo segmento de Tecnologia da Informação (TI). Só em São Paulo, por exemplo, a contratação por profissionais do setor aumentou mais de 600% em 2020. Essa tendência é semelhante no Rio Grande do Norte, onde a maior empresa de TI local, a ESIG Software, fez crescer o seu número de funcionários em 25% no último ano, criou uma startup filha – a Quark Tecnologia – e transformou-se em um grupo empresarial, que faz parte do Parque Tecnológico Metrópole Digital.

Atualmente, o grupo conta com cerca de 200 colaboradores e é um exemplo tanto em relação às razões que fizeram o setor de tecnologia crescer em ritmo acelerado, como pelo momento de valorização por que passa o mercado profissional desta área. O CEO da ESIG, Gleydson Lima, explica que as empresas de tecnologia já vinham se expandindo antes da pandemia, mas que esse processo se acentuou com a necessidade de empresas de outras áreas passarem por processos de digitalização, devido ao isolamento social.

“Em todo processo de mudança, há um tempo natural de adaptação das pessoas. A nossa sociedade caminhava, ano a ano e cada vez mais rápido, para ser mais digital. O isolamento social forçou o contato de várias pessoas com soluções digitais, que facilitam a vida dos usuários. A demanda pelo profissional de TI vai se manter em crescimento, sendo uma carreira cada vez mais valorizada”. Essa percepção pode ser inclusive reforçada pelo fato de que o estudante com maior nota no ENEM ao entrar na UFRN este ano escolheu o curso de Bacharelado em Tecnologia da Informação, conta o CEO.

Gleydson Lima destaca, no entanto, que o trabalho de valorização do profissional do setor já é uma prática antiga na ESIG, que foca tanto no crescimento profissional dos seus colaboradores, como investe em saúde e bem-estar. A empresa possui certificação GPTW (Great Place to Work) há 3 anos, além de promover palestras, compartilhamento do conhecimento dentro da empresa e financiamento de certificações para os funcionários. Também são exemplos dessa prática o fornecimento de auxílio saúde e odontológico, ginástica laboral, cuidados com a saúde mental, benefícios de academia de ginástica e bem-estar, dentre outros.

Qual sua opinião?