Lançamento do RN+Limpo marca Dia Mundial do Meio Ambiente

No Dia Mundial do Meio Ambiente, homenageado neste sábado (5), o Governo do Rio Grande do Norte lançou a campanha de educação ambiental RN+Limpo. A cerimônia ocorreu no anfiteatro do Parque das Dunas dentro do último dia da programação da Semana do Meio Ambiente – SEMA 2021.

Realizado pelo Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, em parceria com a startup nacional Circular Brain e a empresa Natal Reciclagem, o RN + Limpo visa engajar entidades públicas, privadas e consumidores finais, no desenvolvimento de ações conjuntas que promovam o descarte de resíduos eletroeletrônicos no estado, através da educação ambiental.

Para isso, estão sendo instalados coletores distribuídos pela cidade e região metropolitana e a ideia é que se possam expandir para as demais cidades potiguares. Os primeiros coletores estão sendo instalados no Parque das Dunas, em Natal, Cajueiro de Pirangi, sede do Idema e escritórios da Caern.

O vice-governador Antenor Roberto, representando a governadora Fátima Bezerra, ressaltou a importância da pauta ambiental como política pública e ação de toda sociedade. “Falar sobre Meio Ambiente em um momento como este que o mundo enfrenta, e em especial o Brasil, é reafirmar o compromisso público não somente com preservação, mas pensar e agir em favor da restauração, dado o grau de degradação dos ecossistemas que a presença e o desenvolvimento da humanidade têm causado à natureza.

E nós precisamos romper, cada vez mais, a ideia de que o desenvolvimento se contradiz com a sustentabilidade. Ao contrário, o homem tem buscado encontrar espaços no planeta para produzir riquezas e melhor distribuí-las. Com responsabilidade técnica é possível aliar o desenvolvimento econômico com o desenvolvimento social e sustentável”, afirmou.

Em relação à campanha de logística reversa RN + Limpo, Antenor Roberto disse que o Estado está em consonância com as recomendações dadas pela Organização das Nações Unidas. “Promover essa consciência para o descarte correto de produtos que são altamente consumidos em nosso dia a dia é uma forma efetiva de proteger o meio ambiente. O RN + Limpo além de instalar os coletores em áreas de grande circulação da Região Metropolitana vai atuar em segundo momento nas escolas a fim de sensibilizar estudantes e trazer com eles essa força motriz em prol da sustentabilidade”, acrescentou.

“Estamos hoje promovendo uma solução para os resíduos eletroeletrônicos que estão obsoletos. O homem descarta esse tipo de resíduo no meio ambiente, sem ter noção do quanto o afeta. Esse componente traz uma série de elementos nocivos à Natureza, que poderiam estar sendo reintegrados ao processo produtivo industrial e se transformando em novos produtos. O programa ainda acarretará economia para os cofres públicos, tendo em vista que a coleta do material e processamento é efetivado pela iniciativa privada ”, reforçou o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar.

Segundo o relatório The-Global-E-waste-Monitor-2020 publicado pela ONU, cada pessoa no Brasil produz em média 10,2Kg por ano de resíduos eletrônicos. Isto significa que na região metropolitana de Natal são produzidas em média 16.636 toneladas deste resíduo. Segundo o mesmo relatório, menos de 1% é descartado corretamente no Brasil.