Itália tem menor número de mortes por Covid desde fim de outubro

REUTERS/Guglielmo Mangiapane

A Itália registrou neste domingo (9) seu menor número diário de mortes por Covid-19 em seis meses e meio.

De acordo com novo boletim do Ministério da Saúde, foram notificados 139 óbitos em 24 horas, cifra mais baixa desde 25 de outubro (128), elevando o total de vítimas para 122.833.

Com isso, a média móvel de mortes por Covid em uma semana caiu para 237, menor valor desde 2 de novembro. O boletim deste domingo também registra 8.292 novos casos, totalizando pelo menos 4.111.210 pessoas infectadas na Itália desde o início da pandemia.

O país ainda soma cerca de 3,6 milhões de pacientes curados e 383.854 casos ativos, cifra mais baixa desde 19 de fevereiro.

Até o momento, já foram aplicadas cerca de 23,8 milhões de vacinas anti-Covid na Itália, sendo que quase 7,3 milhões de pessoas, 12,2% da população nacional, tomaram as duas doses da AstraZeneca, da Pfizer ou da Moderna ou a dose única da Janssen e completaram o ciclo de imunização.

Devido à redução dos contágios e dos óbitos, a Itália não terá mais nenhuma de suas 20 regiões em lockdown a partir desta segunda-feira (10), quando o Vale de Aosta vai progredir da faixa vermelha de risco epidemiológico para a laranja.

Na primeira, é proibido abrir lojas e restaurantes e sair de casa a não ser por motivos de saúde, trabalho ou urgentes; já na segunda, é possível circular livremente dentro do próprio município e reabrir o comércio não essencial.

A maior parte do país, no entanto, já está na faixa amarela, que prevê a reabertura de restaurantes, museus e cinemas. Será a primeira vez em três meses que a Itália não tem nenhuma região em lockdown. (ANSA).UOL com ANSA