Internos do sistema prisional passarão por formação profissional

Internos da Cadeia Pública de Nova Cruz foram inscritos em cursos de educação profissional e tecnológica através da modalidade Ensino à Distância (EAD). As aulas acontecerão em sala de aula equipada pela Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP) na unidade prisional. Em 2020, 34 pessoas privadas de liberdade já foram matriculadas em cursos à distância.

Dez presos de Nova Cruz foram inscritos nos cursos de Programador de Sistemas, Programador Web, Assistente Administrativo e Assistente de Secretaria Escolar. Os cursos serão oferecidos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) por meio da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), como parte do programa Novos Caminhos do Ministério da Educação (MEC), a partir de editais públicos e com acesso a qualquer cidadão.

Outros 14 internos de outras unidades prisionais foram matriculados recentemente. No Edital da UFRN, foram aprovadas seis internas do Complexo Penal João Chaves Feminino, em Natal, quarto internos da Cadeia Pública de Caraúbas e dois na Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó, todos no curso Produção Comercial de Peixes (Piscicultura).

No mesmo Programa Novos Caminhos foram aprovados dois internos da Penitenciária Estadual do Seridó para os cursos Programador de Sistemas e Programador Web, pelo Instituo Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).
Outros dez internos do sistema prisional, custodiados em Mossoró e Caicó, estão matriculados no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, modalidade Educação a Distância (EAD) para pessoas privadas de liberdade, ofertado pelo IFRN através de acordo de cooperação com a SEAP.